fbpx
VASECTOMIA E SUAS CURIOSIDADES
25/01/2018
FIMOSE, É PRECISO OPERAR?
25/01/2018

6 MITOS SOBRE O CÂNCER DE PRÓSTATA

Você já ouviu falar que que se masturba muito tem maior chance de ter câncer de próstata? Ou que comer tomate ajuda a prevenir esse câncer? Conheça melhor esse e outros mitos que já foram ditos em relação ao câncer de próstata.

Pela alta incidência do câncer de próstata no mundo, essa doença já foi alvo de inúmeros estudos. Ao longo dos últimos anos, cada vez mais conhecemos melhor essa neoplasia, que é uma das principais causas de morte por câncer em todo o mundo. Com o aprimoramento do conhecimento desta neoplasia, muitas teorias inicialmente acreditadas foram derrubadas.

Conheça algumas abaixo.

 

1 – Vasectomia causa câncer de próstata

Esse já foi um dos temores da cirurgia de vasectomia. Esse tema já foi estudado por epidemiologistas, e sabe-se que isso não é verdade. O que acontece é que quem faz vasectomia, acaba sendo avaliado mais frequentemente pelo Urologista no consultório, e com isso acaba detectando o câncer de próstata mais frequentemente. Quem procura, acha.

 

2 – Masturbação em excesso pode causar câncer de próstata

Também já foi uma crença que quanto maior a atividade sexual (seja masturbação ou relação sexual com ejaculação), maior o risco de desenvolver câncer de próstata. Hoje há alguns estudos que apontam justamente o contrário; homens que relataram ejaculações mais freqüentes tiveram um risco menor de desenvolver câncer de próstata. Mas o mais provável, pelos resultados diferentes entre os diferentes estudos, é que não haja relação nenhuma entre o número de ejaculações e o desenvolvimento do câncer de próstata.

 

3 – Se o PSA é baixo, não precisa fazer o exame de toque

Muitos pacientes (e até alguns médicos) acreditam que se o valor do PSA é baixo, não há a necessidade de se fazer o exame de toque retal. No entanto, sabemos que há muitos casos de câncer de próstata com PSA baixíssimo. Um exame não substitui o outro, devemos sempre realizar o PSA e o toque retal. Até porque, em algumas situações, os casos de câncer de próstata com PSA muito baixo podem ser os mais agressivos.

 

4 – Comer tomate protege contra o câncer de próstata

Por algum tempo acreditou-se que o tomate, assim como o ketchup e molhos a base de tomate, protegeriam contra o câncer de próstata. Os benefiícios seriam causados pelo licopeno, o nutriente que dá a cor vermelha ao tomate. Porém a maioria dos estudos não conseguiu mostrar essa relação entre consumo desses produtos e o câncer de próstata.

 

5 – Níveis altos de testosterona aumentam o risco de câncer de próstata

Sabe-se que o câncer de mama tem forte associação com os níveis de estrógeno. De maneira análoga, foi feita a hipótese de que o mesmo valeria para os homens; quanto maior o nível de testosterona no sangue, maior o risco de câncer de próstata. Mas não é tão simples assim. Um estudo publicado em 2008, que envolveu dados de 18 estudos grandes, não encontrou nenhuma associação entre câncer de próstata e níveis de testosterona no sangue.

 

6 – Suplementos dietéticos podem prevenir o câncer de próstata

Diversos estudos já foram feitos com o objetivo de estudar o impacto de alguns suplementos dietéticos em diversos tipos de cânceres. Para a próstata, o maior estudo foi o que estudou o uso de selênio e vitamina E. O estudo foi interrompido no meio, pois nenhuma dessas substâncias ajudou a prevenir o câncer de próstata. Aliás, após um acompanhamento mais tardio desses pacientes, foi visto um aumento na incidência de câncer de próstata dos pacientes que receberam selênio.



UROLOGISTA MARCELO LINHARES

Graduado pela USP, com residência em Cirurgia Geral e Cirurgia Urológica no Hospital das Clínicas (HC). Especializado em Cirurgia Robótica no Boston Children’s Hospital, da Harvard Medical School.

Ligue agora e agende uma consulta.
(11) 99465-4512
(11) 2729-1044

Se preferir:

Enviar mensagem para o Médico
Agende uma Consulta
Call Now Button